25 novembro, 2012

Estilo Bacoco, impõe-se ao Rococó

 Plano de Degenereação de Braga, coloca em causa o legado arquitetónico de andré Soares
 
Palácio do Raio: desrespeito gritante pela obra-prima do rococó português
 
Neste presente ano de 2012 a cidade de Braga tem continuado a assistir ao desrespeito que os governantes têm pelos seus cidadãos. Em tempo de fortíssima crise, há ainda quem queira gastar quantias avultadas sem querer saber se são bem gastas, ou sem auscultar aqueles a quem se dirigem, os cidadãos bracarenses. A verdade é que esta câmara não quer saber se os habitantes da sua cidade estão de acordo com estes gastos ou, concordando em que se façam, se aceitam que as obras sejam feitas sem eles serem auscultados. Auscultados os moradores da rua ou praça, os comerciantes e todos os demais que ali têm as suas lojas, consultórios, oficinas, etc. e, por tabela, todos os bracarenses, sejam os que ali passam como também os que não passam, porque a cidade a todos pertence. E se a cidade a todos pertence qualquer obra deveria ser apresentada publicamente para ser apreciada e discutida. Se a obra for bem apreciada e discutida, todos ganharemos porque a proposta original será com toda a certeza muito melhorada.
Além disso, a cidade também ganhará porque os seus habitantes treinarão a arte maior da política, que é a de desapaixonadamente discutirem a gestão pública da sua cidade. Mas pelo que vimos em debates havidos na Velha a Branca, a falta de informação era gritante e a vontade dos participantes em discutir aquele caso concreto – o arranjo do largo da Sra-a-Branca – era tão grande que é um autêntico crime não aproveitar essa vontade dos cidadãos em melhorar a sua cidade. As transformações urbanas que Guimarães recebeu nos últimos tempos foram em geral bem acolhidas, porque apresentadas previamente aos cidadãos, sendo-lhes dado tempo para as discutirem em cafés, nos jornais ou em fóruns e reuniões expressamente convocadas para esse fim. É essa a forma como qualquer cidade deve trabalhar: olhando nos olhos os cidadãos, dando-lhes tempo para prepararem o direito à réplica, caso ela seja necessária. E a verdade é que se os técnicos forem competentes a proposta poderá ser aceite à primeira. Mas para que tal aconteça têm, esses técnicos, que ter muita qualidade.
Se tiverem muita qualidade saberão ouvir previamente quer os mais diretamente interessados, quer os especialistas. Não é, porém, o que tem acontecido nas obras que nos últimos meses têm deixado de rastos muitas das ruas e praças da cidade, para já não falar do tempo em que são feitas. Veja-se o exemplo da rua dos Chãos: já não faltava a malfadada crise para os comerciantes da rua terem o espaço exterior em pantanas, de tal forma que num dos momentos mais importantes do seu calendário de vendas, o Natal, têm a rua num caos.
Mas não são só as ruas que têm sofrido, os edifícios também. Ontem vi imagens de uns degraus do Recolhimento das Convertidas, edifício classificado e peça fundamental do passado da cidade.
Pois bem: sem sabermos com que direito, quem faz aquelas obras retirou os degraus de acesso da porta principal. Com autorização de quem? Ou deverei dizer com o beneplácito da Câmara? Da mesma Câmara que alguns anos atrás mandou limpar as imagens da Fonte do Pelicano com tanto cuidado e saber que destruiu pés, pernas, braços e mãos dos meninos que estão sobre as taças, conseguindo numa mera obra de “limpeza” destruir mais num dia que o tempo durante cerca de dois séculos e meio, mesmo tendo estado 25 anos num local ermo, o Parque da Ponte, onde não foi vandalizada! E outro vandalismo está agora a acontecer, a obra está a receber os últimos aprestos. Referimo-nos ao Palácio do Raio. Num rápido olhar se pode ver a grave asneira que está a ser feita numa das duas obras-primas absolutas do rococó português, a outra é a capela de Santa Maria Madalena da Falperra. Num livro publicado na Alemanha em 1926 sobre a arte portuguesa do séc. XVIII, o único edifício que mereceu ser mostrado foi o Palácio do Raio! É bem sabido que o Palácio do Raio é uma obra maior do rococó europeu. E também é bem sabido que uma das duas características principais do rococó é a assimetria. Se olharmos para os ornatos que envolvem as suas portas e janelas veremos que são todos profundamente assimétricos. Não foi esse, porém, o desenho escolhido para o pátio que agora o defronta. Não é preciso ser de história de arte para se ver que há outro pátio em Braga que faz lembrar aquele, onde possivelmente os autores deste atropelo se inspiraram: é o que defronta a igreja de Santa Cruz. Mas esta igreja é uma peça barroca e o pátio foi construído em 1721! Tal obra nunca poderia servir de modelo para uma obra que é de um estilo completamente diferente!
Ainda não contentes com tal asneira, desenharam com pedras, em frente da porta, um círculo. Ora o círculo é uma linha por excelência barroca e, além disso, fechada. E o desenho desta casa é tudo menos fechado: vejam-se as colunas da porta principal que não estão colocadas a direito, abrem-se para fora. Ou os meninos que estão colocados nos cantos da varanda nobre, quais figuras de convite, em gesto de boas vindas e acolhimento a quem quer entrar na casa. Em contrapartida, agora põe-lhe uma linha fechada, um círculo, em frente à porta! Se a asneira era imensa, assim tornou-se ainda maior. Com o desenho do pátio, o seu autor mostrou-nos que não sabia nada de História de Arte; e por incrível que pareça, deu-nos outra informação sobre si ainda mais grave, que não sabe ler um edifício.
André Soares fez para o comerciante João Duarte Faria uma casa em que a porta se abria a todos que ali passavam; e, não contente, pôs na varanda uns meninos que convidavam a entrar e, no meio das escadas, uma figura de um turco, com uma lanterna na mão a alumiar o caminho até ao salão nobre. O autor do “desarranjo” atual fez exatamente o contrário: pôs à porta uma linha fechada que faz lembrar uma teia de aranha: quem nela entrar não pode sair!!! Uns, como André Soares, abrem; outros fecham! Resta apenas perguntar se uma tal obra teve a autorização do Igespar e, num caso de um edifício tão relevante, do seu proprietário, a Misericórdia. Nós que olhamos estas obras não temos que dar autorização, mas deveríamos ser consultados, como deveriam ser consultados todos os bracarenses sempre que se faz uma obra na sua cidade.
 
Eduardo Pires de Oliveira
“ASPA — Associação para a Defesa, Estudo e Divulgação do Património Cultural e Natural” — Apartado 78 — 4711-909 BRAGA (Portugal)
www.aspa.pt mail: info@aspa.pt
 
SEGUNDA-FEIRA, 19 de novembro de 2012 Diário do Minho

01 novembro, 2012

CLARIVIDÊNCIA DE UM PORTUGUÊS
HUMILDE, MAS DE GRANDE SABER.
Sempre actual, este Senhor!
http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/7/73/EstatuaAntonioAleixo.JPG
Estátua de António Aleixo em Loulé
CINCO QUADRAS
DE ANTÓNIO ALEIXO
e mais uma do Zé de Braga

Acho uma moral ruim
trazer o vulgo enganado:
mandarem fazer assim
e eles fazerem assado.

Sou um dos membros malditos
dessa falsa sociedade
que, baseada nos mitos,
pode roubar à vontade.

Esses por quem não te interessas
produzem quanto consomes:
vivem das tuas promessas
ganhando o pão que tu comes.

Não me deem mais desgostos
porque sei raciocinar...
Só os burros estão dispostos
a sofrer sem protestar!

Esta mascarada enorme
com que o mundo nos aldraba,
dura enquanto o povo dorme,
quando ele acordar, acaba.
António Aleixo
 

Home baixo e barba farta
que de um ordenado só
compra tudo quanto existe
começando no Çalgueiró
 
Dizem que foi do trabalho
Que fez fortuna o Edil
Também dizem as más linguas
que tem fazenda no Brasil
 


 Mas seguindo a dinastia
o Vitó está em primeiro
que apesar dos "Tub", não passa
de aprendiz de feiticeiro
 
 Fala-se também de um puto
O tal vereador porreiro
coitado do moço, não passa
de um super biscateiro
 
Zé de Braga

 
 

28 outubro, 2012

Os Novos Condes de Guimarães

 
Ainda esta semana o Jorge Sampaio deu entrevista na RTP1 a dar a sua apreciação da situação do país e os motivos,. Pelos vistos esqueceu de dizer que recebe esta verba e portanto é um dos " beneficiários da crise
Senhas do Dr. Jorge Sampaio
– Fundação Cidade de Guimarães


E VIVA PORTUGAL!!!!!!!!!

CONTRA FACTOS...
Reencaminhem, p.f., ao maior nº de contactos possível!
É imperioso e urgente que o nº máximo possível de Portugueses tomem conhecimento destas vergonhas!!!
Verdadeiro crime social!!! (entre muitos outros).


Folha salarial da Fundação Cidade de Guimarães

Folha salarial (da responsabilidade da Câmara Municipal) dos administradores e de outros figurões, da Fundação Cidade de Guimarães, criada para a Capital da Cultura 2012:
- Jorge Sampaio - Presidente do Conselho de Administração:
14.300 € (2 860 contos) mensais + Carro + Telemóvel + 500 € por reunião
- Carla Morais - Administradora Executiva
12.500 € (2 500 contos) mensais + Carro + Telemóvel + 300 € por reunião
- João B. Serra - Administrador Executivo
12.500 € mensais + Carro + Telemóvel + 300 € por reunião
- Manuel Alves Monteiro - Vogal Executivo
2.000 € mensais + 300 € por reunião
Todos os 15 componentes do Conselho Geral, de entre os quais se destacam Jorge Sampaio, Adriano Moreira, Diogo Freitas do Amaral e Eduardo Lourenço, recebem 300 € por reunião, à excepção do Presidente (Jorge Sampaio) que recebe 500 €.
Em resumo: 1,3 milhões de Euros por ano (dinheiro injectado pelo Estado Português) em salários.
Como a Fundação vai manter-se em funções até finais de 2015, as despesas com pessoal deverão ser de quase 8 milhões de Euros!!!
Reparem bem: Administradores ganhando mais do que o PR e o PM!
Esta obscenidade acontece numa região, como a do Vale do Ave, onde o desemprego ronda os 15 % !!!

Alguém acredita em leis anti-corrupção feita por corruptos?
 
O Dr Jorge Sampaio e outros com a idade dele, não estariam melhor a jogar golfe ou sentados a ver as imagens da selva no National Geografic?

14 outubro, 2012

O legado de Sócrates

Se foi só isto, ...
- Dívida Pública aumentou 90.000 milhões de euros entre 2005 e 2010.

- Nacionalizou o BPN, com o contribuinte a pagar, aumentando o seu buraco em 4.300 milhões em 2 anos, e fornecendo ainda mais 4.000 milhões em avales da CGD que irão provavelmente aumentar a conta final para perto de 8.000 milhões, depois de ter garantido que não nos ia custar um euro.

- Derrapagem de 695 milhões nas PPPs só em 2011.

- Aumentou custo do Campus da Justiça de 52 para 235 milhões.

- A CGD emprestou 300 milhões a um amigo do partido para comprar ações de um banco privado rival, que agora valem pouco mais que zero.

- Injectou 450 milhões no BPP para pagar salários dos administradores.

- Desbaratou 587 milhões do OE de 2011 em atrasos e erros de projeto nas SCUTs Norte.

- Desapareceram 200 milhões de euros entre a proposta e o contrato da Autoestrada do Douro Interior.

- Anulou e deixou prescrever 5.800 milhões em impostos.

- Perdeu 7.200 milhões de fundos europeus pela incapacidade do governo de programar o seu uso.

- Enterrou 360 milhões em empresas que prometeu extinguir.

- Contratou 60.000 milhões em PPPs até 2040.

- Usou Reformas para financiar a dívida de SCUTs e PPPs.

- Deu de mão beijada 14.000 milhões aos concessionários das SCUTs na última renegociação.

- Deixou agravar o passivo da Estradas de Portugal em 400 milhõesem 2009.

- Deu 270 milhões às Fundações em apenas dois anos.

- Pagou à EDP, em rendas excessivas, 3.900 milhões tirados à força da vossa fatura da eletricidade.

- Deixou os sindicatos afundar as EPs em 30.000 milhões de passivo para os camaradas sindicalizados com salários chorudos e mordomias, pagos pelo contribuinte.

- Aprovou um TGV que já nos custou 300 milhões só em papelada, e vai custar outro tanto em indemnizações

- Mais todos os milhões enterrados no Aeroporto fantasma de Beja, totalmente inoperacional, insugurado à pressa antes das eleições para fechar logo de seguida.

11 outubro, 2012

Câmara de Braga. Não se aprendeu nada com as Parcerias público-privadas???

500 €/mês de aluguer e por 30 anos?
Isto é um insulto para os bracarenses, meus senhores
A CMB assume os prejuízos e o SCB-EM fica com os lucros?
Assim também eu.

01 outubro, 2012

Artigo de Clara Ferreira Alves (Expresso)

EU ESPERAVA SABER ISTO SÓ DEPOIS DA SUA MORTE.

FELIZMENTE ALGUÉM COM CORAGEM ...


O 'GRANDE' MÁRIO SOARES !!!

(artigo de uma jornalista de esquerda!)


Clara Ferreira Alves, no Expresso)



Tudo o que aqui relato é verdade. Se quiserem, podem processar-me.

Eis parte do enigma. Mário Soares, num dos momentos de lucidez que
ainda vai tendo, veio chamar a atenção do Governo, na última semana,
para a voz da rua.

A lucidez, uma das suas maiores qualidades durante uma longa carreira
politica. A lucidez que lhe permitiu escapar à PIDE e passar um bom
par de anos, num exílio dourado, em hotéis de luxo de Paris.

A lucidez que lhe permitiu conduzir da forma "brilhante" que se viu o
processo de descolonização.

A lucidez que lhe permitiu conseguir que os Estados Unidos
financiassem o PS durante os primeiros anos da Democracia.

A lucidez que o fez meter o socialismo na gaveta durante a sua
experiència governativa.

A lucidez que lhe permitiu tratar da forma despudorada amigos como
Jaime Serra, Salgado Zenha, Manuel Alegre e tantos outros.

A lucidez que lhe permitiu governar sem ler os "dossiers"..

A lucidez que lhe permitiu não voltar a ser primeiro-ministro depois
de tão fantástico desempenho no cargo.

A lucidez que lhe permitiu pôr-se a jeito para ser agredido na Marinha
Grande e, dessa forma, vitimizar-se aos olhos da opinião pública e
vencer as eleições presidenciais.

A lucidez que lhe permitiu, após a vitória nessas eleições, fundar um
grupo empresarial, a Emaudio, com "testas de ferro" no comando e um
conjunto de negócios obscuros que envolveram grandes magnatas
internacionais.

A lucidez que lhe permitiu utilizar a Emaudio para financiar a sua
segunda campanha presidencial.

A lucidez que lhe permitiu nomear para Governador de Macau Carlos
Melancia, um dos homens da Emaudio.

A lucidez que lhe permitiu passar incólume ao caso Emaudio e ao caso
Aeroporto de Macau e, ao mesmo tempo, dar os primeiros passos para uma
Fundação na sua fase pós-presidencial.

A lucidez que lhe permitiu ler o livro de Rui Mateus, "Contos
Proibidos", que contava tudo sobre a Emaudio, e ter a sorte de esse
mesmo livro, depois de esgotado, jamais voltar a ser publicado.

A lucidez que lhe permitiu passar incólume as "ligações perigosas" com
Angola, ligações essas que quase lhe roubaram o filho no célebre
acidente de avião na Jamba (avião esse transportando de diamantes, no
dizer do então Ministro da Comunicação Social de Angola).

A lucidez que lhe permitiu, durante a sua passagem por Belém, visitar
57 países ("record" absoluto para a Espanha - 24 vezes - e França -
21), num total equivalente a 22 voltas ao mundo (mais de 992 mil
quilómetros).

A lucidez que lhe permitiu visitar as Seychelles, esse território de
grande importância estratégica para Portugal, aproveitando para dar
uma voltinha de tartaruga.

A lucidez que lhe permitiu, no final destas viagens, levar para a
Casa-Museu João Soares uma grande parte dos valiosos presentes
oferecidos oficialmente ao Presidente da Republica Portuguesa.

A lucidez que lhe permitiu guardar esses presentes numa caixa-forte
blindada daquela Casa, em vez de os guardar no Museu da Presidência da
Republica.

A lucidez que lhe permite, ainda hoje, ter 24 horas por dia de
vigilância paga pelo Estado nas suas casas de Nafarros, Vau e Campo
Grande.

A lucidez que lhe permitiu, abandonada a Presidência da Republica,
constituir a Fundação Mário Soares. Uma fundação de Direito privado,
que, vivendo à custa de subsídios do Estado, tem apenas como única
função visível ser depósito de documentos valiosos de Mário Soares. Os
mesmos que, se são valiosos, deviam estar na Torre do Tombo.

A lucidez que lhe permitiu construir o edifício-sede da Fundação
violando o PDM de Lisboa, segundo um relatório do IGAT, que decretou a
nulidade da licença de obras.

A lucidez que lhe permitiu conseguir que o processo das velhas
construções que ali existiam e que se encontrava no Arquivo Municipal
fosse requisitado pelo filho e que acabasse por desaparecer
convenientemente num incêndio dos Paços do Concelho.

A lucidez que lhe permitiu receber do Estado, ao longo dos últimos
anos, donativos e subsídios superiores a um milhão de contos.

A lucidez que lhe permitiu receber, entre os vários subsídios, um de
quinhentos mil contos, do Governo Guterres, para a criação de um
auditório, uma biblioteca e um arquivo num edifico cedido pela Câmara
de Lisboa.

A lucidez que lhe permitiu receber, entre 1995 e 2005, uma subvenção
anual da Câmara Municipal de Lisboa, na qual o seu filho era Vereador
e Presidente.

A lucidez que lhe permitiu que o Estado lhe arrendasse e lhe pagasse
um gabinete, a que tinha direito como ex-presidente da República,
na... Fundação Mário Soares.

A lucidez que lhe permite que, ainda hoje, a Fundação Mário Soares
receba quase 4 mil euros mensais da Câmara Municipal de Leiria.

A lucidez que lhe permitiu fazer obras no Colégio Moderno, propriedade
da família, sem licença municipal, numa altura em que o Presidente
era... João Soares.

A lucidez que lhe permitiu silenciar, através de pressões sobre o
director do "Público", José Manuel Fernandes, a investigação
jornalística que José António Cerejo começara a publicar sobre o tema.

A lucidez que lhe permitiu candidatar-se a Presidente do Parlamento
Europeu e chamar dona de casa, durante a campanha, à vencedora Nicole
Fontaine.

A lucidez que lhe permitiu considerar Jose Sócrates "o pior do
guterrismo" e ignorar hoje em dia tal frase como se nada fosse.

A lucidez que lhe permitiu passar por cima de um amigo, Manuel Alegre,
para concorrer às eleições presidenciais mais uma vez.

A lucidez que lhe permitiu, então, fazer mais um frete ao Partido
Socialista.

A lucidez que lhe permitiu ler os artigos "O Polvo" de Joaquim Vieira
na "Grande Reportagem", baseados no livro de Rui Mateus, e assistir,
logo a seguir, ao despedimento do jornalista e ao fim da revista.

A lucidez que lhe permitiu passar incólume depois de apelar ao voto no
filho, em pleno dia de eleições, nas últimas Autárquicas.

No final de uma vida de lucidez, o que resta a Mário Soares? Resta um
punhado de momentos em que a lucidez vem e vai. Vem e vai. Vem e vai.
Vai.... e não volta mais.

Clara Ferreira Alves

Expresso


Tendo a implementação da Democracia em Portugal mentores como Mário
Soares, não admira que a versão instalada no país esteja obsoleta.
O sistema precisa, urgentemente, de uma profunda renovação, ou seja,
de novos protagonistas.
Obrigado, Clara.

Oh, sô guarda (batedor da GNR destacado para o acompanhar) desapareça,desapareça!!!
 
Nota: Qualquer semelhança com o que se passa em Braga, é pura coincidência


16 setembro, 2012

Ladrões p'rá cadeia

Agora percebo por que razão António José Seguro sugeriu o lançamento de um imposto especial sobre as Parcerias Público-Privadas

23 agosto, 2012

Construtora acusa Câmara de validar ilegalidades em obras de 6,6 milhões

A construtora Sá Machado acusa a Câmara de Braga de ter validado diversas violações das normas da contratação pública, no concurso para adjudicação das obras de requalificação da EB 2,3 Dr. Francisco Sanches (Cá p'ra nós, isto não é novidade). O processo de adjudicação da empreitada de 6.651.311,67 euros à construtura do presidente do Sporting Clube de Braga (SCB/EM - empresa municipalizada) já está em tribunal. A autarquia escusou-se a comentar estas acusações (estavam à espera de quê?). O júri do concurso defendeu que as avaliações à candidatura da Britalar estavam corretas (pudera, iam dizer o contrário. tudo isto foi feito sem Névoa e ilegalidades ou de favorecimentos).

in: diário do minho de 23/08/2012

22 agosto, 2012

A contabilidade artificial dos relvados sintéticos

Parceria dos sintéticos “esconde” dívidas de 43,5 milhões de euros
As responsabilidades financeiras da Câmara Municipal de Braga na parceria público-privada conhecida pela construção de dezenas de campos de futebol com piso sintético dispararam mais de 47 por cento. A sociedade, que tem o município bracarense como maior acionista e as construtoras de Braga Europa Ar-Lindo SGPS e Irmãos Borges como parceiros privados, fechou 2011 com prejuízos e um volume de dívidas de 43,5 milhões de euros, mais 14 milhões que em 2010. A Sociedade Gestora de Equipamentos de Braga deve aos financiadores quase 33 milhões de euros.
 

14 agosto, 2012

Santos Populares prolongam-se pelo mês de Agosto....Sempre em festa

Exmo. Sr.,
A pedido de muita gente, os Bravos voltam à Rua com a Marcha Antonina de 2012. Emigrantes nossos familiares, bracarenses em geral e a pedido dos próprios membros da Marcha, na noite do próximo dia 14 de Agosto a Marcha volta a animar o centro histórico de Braga a partir das 21,30h.
Aproveito a oportunidade para informar V. Exa, que na noite passada centenas de pessoas assistiram ao nosso Sarau Artistico noo Jardim do Campo das Hortas comemorativo do Xº Aniversário dos Bravos da Boa Luz.

06 agosto, 2012

10 velinhas para os Bravos

Três mil seiscentos e cinquenta dias é muito tempo, é o que já leva de vida a A.R.C. Os Bravos da Boa Luz.
Desde aquele dia que um grupo de moradores e antigos moradores, fizeram um passeio pelo Alto Minho para conviverem e recordarem os tempos da meninice, já passaram milhares de Luas.
Luas essas bem aproveitadas em fortalecimento das amizades, em defesa da cultura local, tanto da cidade como da comunidade da zona do Campo das Hortas, Cruz de Pedra, Visconde Pindela, Sé e ruas limítrofes.
Com a fundação dos Bravos, nome dado à Associação e que o sócio Honorário Prof. Miguel Bandeira não se cansa de elogiar, nunca mais a cidade de Braga foi a mesma.
Com os Bravos, foram recreadas as Tradições deste Bairro da Cidade que se teriam perdido para sempre, as Marchas Antoninas, os Jogos Tradicionais de Braga, os Convívios entre Velhos e Novos oriundos do Campo das Hortas, o enriquecimento Cultural com as já famosas visitas dos Bravo.
Museu do Biscainhos, Tesouro da Sé, D. Diogo de Sousa, Medina e Pio XII, Nogueira da Silva, Fonte do Ídolo, Sete Fontes, Tibães, Citânia de Briteiros, Barragem do Lindoso, Caniçada ( esta de barco) e Vilarinho das Furnas, Shª da Abadia, S. Bento, Remédios de Lamego, Fátima, Orense e Compostela. Tudo isto já foi escrutinado pelos Bravos. Cerca de 85% dos seus membros fez estas visitas pela primeira vez.
Os membros da Marcha já colaboraram com o PEB nas inaugurações da Feira do Livro, com o Sp. De Braga no Estádio AXA, etc.
Para começar a comemorar o X Aniversário em colaboração com a ACOFA, vai levar a efeito no próximo dia 11 de Agosto um Sarau Musical junto da Fonte do Campo das Hortas que lhe serve de símbolo.
O programa para o próximo ano será revelado próximamente.
Evandro Lopes
PAG

07 julho, 2012

mais um candidato a ser ilibado por falta de provas e não por inocência????

Braga: Fraude na aquisição de autocarros 
esta foto é a atctual

isto é quando ele andava na escola e que vem no correio da manhã

fraco é o mestre que não faz dos seus discípulos melhores que si próprio

Autarca suspeito de corrupção

Inspectores da Polícia Judiciária de Braga realizaram ontem buscas na sede dos Transportes Urbanos de Braga e apreenderam diversos computadores e também pastas com variada documentação.
Em causa está a suspeita de fraude na aquisição de autocarros nos últimos anos da década passada, quando Victor de Sousa, actual vice-presidente da câmara, era administrador daquela empresa.
Victor de Sousa, que ainda não foi constituído arguido, é suspeito de ter recebido comissões de elevado valor aquando da aquisição de mais de uma dezena de viaturas novas.
As buscas da Polícia Judiciária terão sido realizadas na sequência de uma denúncia anónima, considerada "bastante bem fundamentada". Victor de Sousa é desde as últimas eleições autárquicas o número dois do autarca Mesquita Machado e tem sido apontado como o próximo candidato do Partido Socialista à liderança da Câmara Municipal de Braga.
Aliás, em eleições internas recentes, Victor de Sousa conquistou ao ex--secretário de Estado António Braga a Comissão Política Concelhia.
O Correio da Manhã tentou chegar à fala com Victor de Sousa, mas tal não foi possível.

13 junho, 2012

Achados arqueológicos no Largo dos Penedos. Nada se passa...calhaus apenas


Caros Bracarenses e Amigos
Para que fique na Memória que em 2012 ,aconteceu isto na Vossa e Minha cidade, Braga onde não se partilha nada nem tão pouco se pode "falar".
Deixo à vossa consideração se como cidadãos desta nossa cidade devem ou não dar conhecimento às Entidades Oficiais deste País, Portugal.
Porque no meu entendimento não deve haver relatório oficial que avalize estes "atentados ao Património"..

Aqui nada se passa, tá tudo porreiro pá....principalmente na cabeça desses grande penedos....

07 junho, 2012

Social-mesquitismo de pedra e cal no PS-Braga
Vira o disco e toca o mesmo.
O PS Braga tem 30% de militantes que pensam pos si
O povinho  saiu à rua pedindo mais um lavadouro para a sua freguesia e um emprego para o filho...
......

Até o CÃODIDATO foi votar...

O partido mantém-se fiel ao seu grande líder....

As tias apareceram em peso


E até o puto super-vereador, candidato a candidato, foi relembrado pelas mais velhas..... só que quando chegar a vez dele ser candidato a sério, estes votos já não existem.....





30 maio, 2012

Os Bravos vão fazer uma demonstração a que agora se chama "work -shop" dos Jogos Tradicionais em parceria com a CEJ, para os mais jovens e em contrapartida a CEJ fornece aos Bravos a animação musical do programa do dia 7; "A rapariga Electrica". Também o departamento da Cultura da CMB colabora com a animação do dia 10.

16 fevereiro, 2012

Cuidado com as imitações ó Toninho...


o Baixinho V2 (a versão 1 está de saída), quer ser presidente, o Vitó matulão também. Quem apaparica os presidentes de junta e essa ferretada toda, que vai lá todos os dias de chapéu na mão? quem é? quem é?
Cuidado ó Toninho, olha que o Vitó , é como o Casimiro da música do Sérgio Godinho.

Cuidado com as imitações.....



Estimado ouvinte, já que agora estou consigo
Peço apenas dois minutos de atenção
É pra contar a história de um amigo
Casimiro Baltazar da Conceição

O Casimiro, talvez você não conheça
a aldeia donde ele vinha nem vem no mapa
mas lá no burgo, por incrível que pareça
era, mais famoso que no Vaticano o Papa

O Casimiro era assim como um vidente
tinha um olho mesmo no meio da testa
isto pra lá dos outros dois é evidente
por isso façamos que ia dormir a sesta

Ficava de olho aberto
via as coisas de perto
que é uma maneira de melhor pensar
via o que estava mal
e como é natural
tentava sempre não se deixar enganar
(e dizia ele com os seus botões:)

Cuidado, Casimiro
cuidado com as imitações
Cuidado, minha gente
Cuidado justamente com as imitações

Lá na aldeia havia um homem que mandava
toda a gente, um por um, por-se na bicha
e votar nele e se votassem lá lhes dava
um bacalhau, um pão-de-ló, uma salsicha

E prometeu que construía um hospital
Uma escola e prédios de habitação
e uma capela maior que uma catedral
pelo menos a julgar pela descrição

Mas... O Casimiro que era fino do ouvido
tinha as orelhas equipadas com radar
ouvia o tipo muito sério e comedido
mas lá por dentro com o rabinho a dar, a dar

E... punha o ouvido atento
via as coisas por dentro
que é uma maneira de melhor pensar
via o que estava mal
e como é natural
tentava sempre não se deixar enganar
(e dizia ele com os seus botões:)

Cuidado, Casimiro
cuidado com as imitações
Cuidado, minha gente
Cuidado justamente com as imitações

Ora o tal tipo que mandava lá na aldeia
estava doido, já se vê, com o Casimiro
de cada vez que sorria à plateia
lá se lhe viam os dentes de vampiro

De forma que pra comprar o Casimiro
em vez do insulto, do boicote, da ameaça
disse-lhe: Sabe que no fundo o admiro
Vou erguer-lhe uma estátua aqui na praça

Mas... O Casimiro que era tudo menos burro
tinha um nariz que parecia um elefante
sentiu logo que aquilo cheirava a esturro
ser honesto não é só ser bem falante

A moral deste conto
vou resumi-la e pronto
cada qual faz o que melhor pensar
Não é preciso ser
Casimiro pra ter
sempre cuidado pra não se deixar levar
.

(Sérgio Godinho)

Negócio de Rua em Braga - artigos em 2ª mão,

A Negócio de Rua é uma feira de artigos em 2ª mão e artesanato que será realizada mensalmente em Braga a partir de Março, em parceria com associações locais. Qualquer pessoa poderá participar, seja como vendedor (reservando uma banquinha e vendendo as coisas que tem lá em casa em bom estado e que já não precisa), como comprador ou como um simples visitante.
Trata-se de um conceito de feira original, com uma forte vertente lúdica e social (com comes e bebes e música no recinto) mas também com uma componente cultural interessante, pelo que em todas as edições da feira irá decorrer um acontecimento cultural, seja uma exposição ou actuação (sempre que possível, envolvendo associações, instituições de ensino e particulares nestas acções). Pretende-se criar um espaço de convivio e de promoção cultural.
A 1ª edição será dia 3 de Março no Bar Académico (das 15h às 20h) e, em simultaneo com a feira propriamente dita, irá decorrer uma exposição de caricaturas do designer Nuno Resende (para além da música e dos comes e bebes). Quem quiser participar como vendedor deve fazer a reserva do seu espaço de venda previamente (enviando um email para feirabraga@gmail.com).
Sendo uma iniciativa que está a dar os primeiros passos, é fundamental que se aposte forte na comunicação. É necessário dar a conhecer esta iniciativa (que é sem dúvida de interesse público) a vendedores e a visitantes.


Agradeço desde já a colaboração!
Fico então a aguardar resposta,
Obrigado.
Luis Andrade
Negócio de Rua

www.negocioderua.com / facebook.com/negocioderua

05 fevereiro, 2012

A Camara de Braga também vai ser penhorada na mesma percetagem com que participa no capital social dessas empresas que constituem a tal parceria, uma das quais parece ter ligações com o filho de Mesquita Machado?

29 janeiro, 2012

Pedro Soares na Praça da Alegria (30/12/2011)


este puto de Crespos, tem pinta....só falta vê-lo imitar o Mesquita Machado e o Vitor de Sousa

Piscinas Olimpicas de braga vão dar lugar a um parque aquatico.wmv

Mesquita só se mete em investimentos se tiver dinheiro..... deixa-me rir....

As construtoras bracarenses Arlindo Correia & Filhos (ACF) e Europa Arlindo ganharam, por um valor de 58,5 milhões de euros, o concurso lançado pela Câmara de Braga para a constituição de uma parceria público-privada para a construção das principais estruturas desportivas e de lazer do concelho. Com um prazo de conclusão de dois anos, esta PPP inclui, entre muitos outros equipamentos, o Pavilhão Multiusos, a segunda fase da piscina olímpica, nove gimnodesportivos, o Parque Urbano do Monte Picoto e o Auditório e Sede de Junta de Sequeira. De acordo com a empresa vencedora, a sua proposta era a única que previa a responsabilidade indemnizatória dos privados no caso de não cumprirem os prazos de construção de 24 meses que propuseram a concurso (In Jornal de negócios - 26, Nov. 2008).

Para reflectir:
Quando as PPP precisam de dinheiro, é a Camara de Braga que contrai o empréstimo e assume todos os encartos. Soam rumores de que a autarquia bracarense não consegue obter crédito da Banca? Não seria a hora dos privados assumirem e responderem pelos tais 58 milhões?
Ou seja, para receber estão sempre dispostos, mas para pagarem.... tá quieto....


O PS de Mesquita e de Vitor de Sousa, mostra o que é e estes homens mostram o que são e o que valem.

Vamos todos ficar parados, e deixá-los agir como querem?
A sorte deles é que O POVO DE BRAGA, É BURRO e no fim até lhes batem palmas.
Numa altura em todos nós fazemos imensos esforços para que o dinheiro chegue até ao final do mês, andam estes delapidadores dos dinheiros do erário público a deitar dinheiro fora
Si


21 janeiro, 2012

Sem névoa de hesitação.




Justiça parece estar a acordar do estado de letargia em que se encontra há vários anos.
Normalmente, os corruptos são sempre ilibados por falta de provas nunca por inocência.
Este desfecho foi mesmo exemplar.

Que tal lançarmos uma linha SOS "Aqui há Corruptos"

Lisboa, 20 jan (Lusa) - O vereador da Câmara de Lisboa José Sá Fernandes congratulou-se hoje com a condenação "exemplar" do administrador da empresa Bragaparques Domingos Névoa, sublinhando que "vale a pena lutar contra a corrupção".

Domingos Névoa foi condenado pelo Supremo Tribunal de Justiça a cinco meses de prisão, por um crime de corrupção ativa para ato ilícito, pena suspensa por um ano, mediante o pagamento de 200 mil euros ao erário público.

O Supremo Tribunal de Justiça, a cujo acórdão a Agência Lusa teve hoje acesso, deu razão a um recurso interposto pelo Ministério Público e pelo assistente José Sá Fernandes, envolvido numa tentativa de suborno por parte do administrador da Bragaparques.



Ler mais: http://aeiou.expresso.pt/bragaparques-condenacao-de-domingos-nevoa-e-exemplar-jose-sa-fernandes=f700634#ixzz1k6aCSyd6

linha SOS "Aqui há Corruptos":

14 janeiro, 2012

04 janeiro, 2012

Uma vergonha nacional. futebóis, mais futebóis para os gentios

É UMA VERGONHA!

http://www.as.com/futbol/articulo/espana-pagara-hotel-euro/20111221dasdasftb_39/Tes

E ROLA PARA BINGO, GRANDE PAÍS!!!

España será la selección que menos pague por noche de hotel de cuantas participen en la Eurocopa que se celebrará en Polonia y Ucrania el verano que viene. La expedición española, que se hospedará en el Hotel Mistral de Gniewino, a pocos kilómetros de Gdansk -su sede en los primeros tres partidos- abonará 4.700 euros por noche en concepto de habitaciones. Este precio incluye el total de todas y cada una de las que se utilicen para hospedar a jugadores, técnicos, directivos y demás miembros de la expedición, es decir, unas 40. Dinamarca, que se alojará en Kolobrzeg, será el segundo con menos gasto (7.700) y Croacia, cuya sede estará en Warka, completa este particular podio con 8.300 euros al día.

En la parte contraria, la de selecciones que más paguen por su estadía, aparece Portugal. Los Cristiano, Pepe, Coentrao y compañía abonarán 33.174 euros por noche, es decir, siete veces más de lo que pagará España, en su hotel de Opalenica. Cerca de estas cifras está Rusia, que pagará 30.400 euros diarios por su hotel de Varsovia. La lista completa de selecciones, hoteles y costos por día para la próxima Eurocopa es la siguiente:

1. Portugal Opalenica 33.174 euros

2. Rusia Varsovia 30.400 euros

3. Polonia Varsovia 24.000 euros

4. Irlanda Sopot 23.000 euros

5. Alemania Gdansk 22.500 euros

6. Chequia Wroclaw 22.200 euros

7. Inglaterra Cracovia 19.000 euros

8. Holanda Cracovia 16.200 euros

9. Italia Wieliczka 10.500 euros

10. Croacia Warka 8.300 euros

11. Dinamarca Kolobrzeg 7.700 euros

12. España Gniewino 4.700 euros