25 novembro, 2008

Pobreza intelectual...a Acta 173

toninho risadas disse:...Já agora vou partilhar consigo os desabafos do presidente da junta de freguesia de Merelim (S.Pedro): Quando as crí­ticas nas assembleias de freguesia não lhe interessam, convida os eleitores a porem a casa à venda. ("Se não está bem, mude-se")Para além do marasmo a que a freguesia está votada, ..., de descarregar a bílis nas actas de reunião da junta……..
(in: http://bracara2009.blogspot.com/2008/01/braga-sem-canudo.html, 14/01/08)

Após cerca de 11 meses de intensa e aturada investigação, conseguimos chegar aonde o Sr. Toninho Risadas se referia…

Acta nº 173 (cento e setenta e trêz)

Aos doze dias do mês de Outubro do ano de 2005, a junta reuniu extraordinariamente para apreciar os resultados das últimas eleições que se realizaram no passado dia nove deste mês, tendo como últi, digo, único ponto a análise dos resultados. Assim o executivo congratulou-se com a vitória por maioria da lista do PS, perante a arrogância, a desfaçatez, a promiscuidade política dos membros da chamada lista Independente “Mudar Merelim”, cujos familiares mais próximos, até há bem poucos anos, nem se podiam ver. Também quero qu, digo, lembrar o oportunismo que era visível à vista desarmada dos ocupantes dos lugares cimeiros da referida lista que, ressabiados (vá lá saber-se porquê), ainda há bem pouco tempo eram militantes do PS, sendo agora apoiados pelo PSD que não se coibiu de enviar e distribuir panfletos, como um apoio descarado. Outro momento delirante foi a chusma de delegados e suplentes que estiveram nas salas de voto, alguns ainda imberbes, fiscalizando as eleições pelo PSD e pela lista “Mudar Merelim”, não se sabendo onde começava uma lista e acabava outra e, com a sua atitude, dar uma ideia que os membros das mesas eram um bando que vigarizava eleições.
Muitas mais coisas foram ditas nesta Acta que, depois de encerrada a reunião foi lida e aprovada pelos membros em exercício, a saber

O Presidente
António Nuno R. Ribeiro

O Secretário
Francisco Ferrete

O tesoureiro
(assinatura ilegível)

OBS: Após consulta da página da referida Junta no site do município, não foi possível saber o nome do tesoureiro.


Isto é digno do programa televisivo “A liga dos últimos”, onde se mostra o Portugal mais profundo, a pobreza intelectual, personificada neste tipo de autarcas.

...M'ESPANTO ÀS VEZES, OUTRAS M'AVERGONHO ...
(Sá de Miranda)

Se alguém estiver interessado na cópia da acta, teremos todo o prazer em enviá-la via e-mail

24 novembro, 2008

Relembrar o Bar Egípcio




Reina o silêncio (propositado?) em torno do futuro do Salão ou Bar Egípcio, situado no edifício setecentista da Rua do Souto, nº 9.
Terá a autarquia a sensibilidade e a vontade política, necessárias para promover a sua valorização, ou está à espera que a humidade apague de uma vez por todas as pinturas existentes nas paredes do referido salão, justificando por isso a sua transformação e pó e escombros?

16 novembro, 2008

Templo romano do Séc. I descoberto em Braga




Há precisamente três semanas, quando visitava uma cidade no sul de França, deparei-me com umas escavações arqueológicas que estavam a decorrer em plena via pública à vista de todos os transeuntes. Não resisti em perguntar a um operário que trabalhava no local, acerca da importância do trabalho que estavam a desenvolver. De imediato, o operário chamou um membro da equipa de arqueologia, que me explicou que estavam na 2ª fase de escavações, a pedido da Câmara Municipal local. Pelos vistos, a autarquia pretendia abrir um acesso desnivelado a uma via de escoamento de tráfego. Dada a natureza dos achados arqueológicos, o projecto foi abandonado. Estas escavações continuaram para avaliar a possibilidade de deixar os achados visíveis (enquadrados num pequeno jardim) ou pura e simplesmente para os soterrar (deixando a estrada como estava).
Moral da história: Primeiro fazem-se os estudos e só depois se avançam com os concursos das obras.


Hoje, constitui notícia de primeira página do Diário do Minho, a descoberta no local de passagem do túnel da Av. Central, pelos arqueólogos da Universidade do Minho, de um templo romano do Séc. I.

Segundo a mesma fonte: A grandeza da descoberta levou já a Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho a defender a musealização “in situ” do achado, proposta que implica que a circulação rodoviária se faça por viaduto, a partir da zona dos antigos CTT. Ponto assente é que já não será possível prolongar o túnel da Avenida da Liberdade para além do quarteirão dos antigos Correios.

Agora resta saber se a CMBraga vai abandonar o projecto de requalificação do Topo Norte da Avenida da Liberdade e Espaços Conexos, ou se vai continuar a alimentar a tese de que o património romano em Braga, foi todo destruído aquando das invasões bárbaras, ou se pura e simplesmente vai suspender todo o processo já iniciado.

Irá o IGESPAR considerar a relevância deste templo romano, obrigando Mesquita Machadoa desistir do projecto, ou vai permitir que este tome essa ou outra decisão autonomamente?

12 novembro, 2008

Enigma

O gráfico abaixo, representa a evolução do número diário de visitas ao "Bracara Angustia", desde 13 de Outubro a 12 de Novembro.
A pergunta que se coloca é a seguinte:
Porque é que nos fins de semana, as visitas decrescem, quando teoricamente deveriam aumentar, pois é quando as pessoas (supostamente) têm mais tempo livre para navegarem nos blogues?
Aceitam-se palpites. O JPM sabe, mas não vale dizer, que senão não brinco mais contigo.

09 novembro, 2008

GNR no Seminário Menor como moeda de troca?



Afinal, parece não haver dinheiro para transferir a GNR para a Quinta de S. José em Merelim S. Pedro.

De acordo com a imprensa diária, o comando distrital da GNR de Braga vai passar, a partir do próximo sábado (Dia 9), a estar aquartelado nas instalações do edifício do Seminário Menor
GNR de Braga terá novo quartel até 2013 ...

O contrato de arredamento é de 5 anos e vai custar ao Ministerio da Administração Interna €16.300 por mês

Agora colocam-se as seguintes questões:
- que terá tudo isto a ver com a tentativa de silenciar o escândalo relacionado com os Órfãos de S. Cateanto? Até o Sr. advogao Vespasiano já veio a público e confessou-se recentemente ao DM...
- Será isto uma forma de compensar a Igreja pelas expropriações de que vai ser objecto, no monte Picoto?
- ou será um kit do tipo dois em um?

Curioso, não é? Tudo parece ter o seu preço
Esperemos par ver.

05 novembro, 2008

Na CMB, os assessores trabalham por turnos?

O Município de Braga encontra-se em terceiro lugar nas visitas ao Bracara Angústia. Se não houvesse fins de semana nem feriados, talvez figurasse em primeiro lugar.
É para isto que servem os nossos impostos?


Antigamente existia a PIDE, mas existia oficialmente. O servidor desfo.com pertence ao Município de Braga

Pela frequência com que o "Bracara Angustia" é visitado pelas gentes da CMB, ficamos com a sensação de que exitem funcionários em dedicação excluisiva a vasculhar nos blogues, para depois irem mostrar o seu serviço serviçal ao senhor presidente. Isto passa-se dia e noite e menos frequentemente da parte manhã, que é para descansar.

Será que na CMB existem assim tantos assessores, que, para terem lugar a um gabinete têm que fazer turnos?

03 novembro, 2008

A justiça portuguesa está de parabéns

Boa! Por uma destas é que eu não esperava. Por este andar... dentro em pouco nenhum malfeitor escapa à justiça. Assim mesmo é que é, pois então!
A justiça portuguesa está de parabéns!

Depois de anos e anos a batalhar eis que surgem os primeiros resultados:

  • Desde a morte de Francisco Sá Carneiro e do eterno mistério que a rodeia,
  • Ao desaparecimento de Madeleine McCann,
  • Ao caso Casa Pia
  • Do caso Portucale
  • Operação Furacão
  • Da compra dos submarinos
  • Às escutas ao primeiro-ministro
  • Do caso da Universidade Independente
  • Ao caso da Universidade Moderna
  • O Apito Dourado
  • Da corrupção dos árbitros
  • De Fátima Felgueiras
  • A Isaltino Morais
  • Da Braga Parques
  • Da alegada fortuna de Mesquita Machado obtida (i)licitamente (com o seu salário?)
  • Das queixas tardias de Catalina Pestana
  • Às de João Cravinho sobre corrupção
  • As operações imobiliárias da Obriverca
  • As alterações dos PDMs para beneficiar construtores civis.
  • As acusações feitas por Marinho Pinto, bastonário da Ordem dos Advogados, e que o MP prometeu investigar.
  • Dos doentes infectados por acidente e negligência com o vírus da sida?
  • Do miúdo electrocutado no semáforo de Lisboa
  • Do outro afogado num parque aquático?
  • Das crianças assassinadas na Madeira
  • Do mistério dos crimes imputados ao padre Frederico na Madeira?
  • Do autarca alentejano queimado no seu carro e cuja cabeça foi roubada do Instituto de Medicina Legal?
  • Todas as crianças desaparecidas, quem as procurou?
  • As famosas fotografias de Teresa Costa Macedo? Aquelas em que ela reconheceu imensa gente 'importante': jogadores de futebol, milionários, políticos, onde estão?
  • Os crimes de evasão fiscal de Artur Albarran
  • Os negócios escuros do grupo Carlyle do senhor Carlucci em Portugal, onde é que isso pára?
  • O mesmo grupo Carlyle onde labora o ex-ministro Martins da Cruz, apeado por causa de um pequeno crime sem importância, o da cunha para a sua filha.
  • E aquele médico do Hospital de Santa Maria, suspeito de ter assassinado doentes por negligência?
  • A distribuição aos amigos das casas da Câmara de Lisboa·
  • O mistério dos órfãos de S. Caetano em Braga

Depois de anos e anos a batalhar eis que surgem os primeiros resultados:

Prenderam um jovem que fez um download de música... Primeiro português condenado à prisão por pirataria musical na Internet!...O Indivíduo poderá passar entre 60 a 90 dias atrás das grades por ter feito o download e partilhado música ilegalmente com outros utilizadores!...

Privatizaram o BPN, para não prenderem os responsáveis pelos crimes financeiros praticados.



Confirmam-se as declarações de Marinho Pinto, Bastonário da Ordem dos Advogados:

“O Ministério Público é muito forte com os fracos e muito fraco com os fortes,

Existe em Portugal uma criminalidade muito importante, do mais nocivo para o Estado e para a sociedade, e andam por aí alguns impunemente a exibir os benefícios e os lucros dessa criminalidade, sem haver mecanismos para lhes tocar. Alguns até ocupam cargos relevantes no aparelho de Estado português, ostensivamente', afirmou Marinho Pinto, citado pelos jornais portugueses. Segundo afirmou, 'o fenómeno da corrupção é um dos cenários que mais ameaça a saúde do Estado de direito em Portugal”.