24 novembro, 2007

Por que no te callas?

A comida tem sido insuficiente para as crianças que frequentam a Escola EB1 de S. Victor em Braga.
O nosso Edil, quando confrontado com a situação, tentou imtar o J. Cristo nas bodas Canaan, mas, o milagre falhou.....Perante tal falhanço, ergueu as mãos ao alto e disse:
"-O problema foi os responsáveis da empresa serem pouco expeditos. Bastava terem cortado os bifes a meio e já ninguém se queixava..."

É caso para se dizer: Por que no te callas?

Por eso se oye con afán porque no te callas y siempre lo recordaras,
porque no te callas la gente canta con ardor porque no te calas ...

22 novembro, 2007

Esqueceram-se de tapar os buracos. Axam?

Tal como foi prometido no último post, cumpre-nos informar quem de direito, acerca de uma anomalia que se arrasta na parte Norte da cidade.

Começa a ser angustiante.
Há cerca de 3 semanas, as rotundas e faixas separadoras de trânsito na variante de Real e noutros locais da parte Norte da cidade, foram "emblezadas" por uns postes de ferro contendo publicidade ao estádio Axa. Até aqui nada de mal.
Acontece que por desmazelo, esquecimento, falta de chuva ou excesso dela, os buracos não foram tapados e os montes de terra, lá continuam.

Pois bem, se demoram muito tempo, ainda lá hão-de encontrar um presépio, à espera que o pai Natal dê como prenda ao Edil, uma enxada e um par de galochas para ir lá tapar tais buracos, num acto meramente simbólico, pois as eleições estão à porta.

Certamente que os subservientes anónimos de endereço IP conhecido, dirão: Quando os buracos estiverem tapados, o povo de Braga até vai bater palmas.

Vá lá, despachem-se e não percam muito tempo a ler os posts no Bracara Angustia.

21 novembro, 2007

Câmara de Braga: Bem vinda ao Bracara Angustia

Afinal, o Bracara Angustia, é bastante frequentado pelas gentes lá do Município em plena hora de trabalho e mesmo a altas horas da noite. Isto leva-nos a meditar acerca da possível exitência de algum(a) trabalhador(a) naquela casa, cuja missão é vasculhar ou espi(olh)ar todos os blogues, à procura de "quelque chose" apra agradar (bufar) ao senhor presidente".
Isto já não é de agora, mas nos últimos dois dias..... houve alguém que se apaixonou mesmo pelo Bracara Angustia e, não é de adminar que este blogue já esteja nos favoritos da CMB:
Vejam o diário de bordo:
Dia 19:
11:31:37 - entrada directa (via favoritos?).
Tempo de Permanência: 2:14 min.
Páginas visitadas: 2
12:26:40 - entrada via "Avenida Central" e saída via "O Bracaro"
Tempo de permanência: 10:37 min
Páginas visitadas: 7 (vasculharam tudo)
12:28:09 - Entrada directa (Via favoritos?)
Tempo de permanência: 2:14 min
Págias visitadas: 3
13:33:51 - entrada directa
Tempo de permanência: 0:03 min (chegou algum municipe para ser atendido?).

Dia 20:
10:42 - entrada directa (via favoritos?).
13:22 - Entrada directa: ver se havia comentários (anónimos?) aos posts.

15:24 - Entrada via "Avenida Central": ver se havia comentários (anónimos?) aos posts.
18:03 - Entrada via "Bracara 2009": ver se havia comentários (anónimos?) aos posts.
23:31 - Entrada directa (via favorito?): ver se havia comentários (anónimos?) aos posts.
Até trabalham de noite....mas como não colocámos nenhum post, os tempos de permanência foram muito curtos...apenas uma rondazinha....

Posto isto, resta-nos agradecer a amabilidade que a CMB tem tido na divulgação deste pequeno blogue e, da nossa parte, estaremos sempre prontos a denunciar algo que esteja mal, de forma a que a nossa Autarquia esteja sempre informada e possa agir rapidamente no sentido da sua correcção.

A todos o nosso bem hajam e participem activamente na discussão.
PS: se tivermos dificuldades em comunicar com V. Exas., existem por estas bandas uns quantos anónimos, que estão sempre dispostos em colaborar, fazendo a notícia chegar junto de V. exas. de forma mais rápida pelos canais habituais, que só eles conhecem.

16 novembro, 2007

Comentários anónimos, ou formas covardes de descarregar frustrações?

A blogosfera, ponto de encontro para o debate e partilha de ideias, tem permitido (de que maneira) o debate assuntos pertinentes e de primordial interesse par o desenvolvimento da nossa cidade, que de outra forma, nunca seriam abordados publicamente, devido a "uma espécie" de forças de bloqueio que tudo fazem para que o povo pense que "tudo vai bem".
Quando se lançam para a discussão os tais temas "incómodos", aparecem normalmente dois tipos de comentários:
1º - os que são contra ou a favor, independentemente dos seus credos e convicções políticas, e
2º - os que se preocupam imediatamente em saber "de que lado está o gajo", "qual é o partido dele, etc, etc..

Enquanto os primeiros demonstram normalmente uma série de princípios relacionados com a boa educação, identificam-se, respeitam, etc.... os segundos, regra geral, escondem-e covardemente sob a capa do anonimato, defendendo de forma "fanática" as políticas do poder instituído, uma espécie de jagunçada ou de franco-atiradores, ao serviço do sr. coronel.
Serão estes "anónimos" os "auto-excluídos" da blogosfera, que, devido à sua incapacidade de criarem um simples blogue ou mesmo de escreverem um artigo de opinião, descarregam as suas frutrações, nestes locais, com adjectivos por vezes menos próprios e ofensivos, demonstrando além da falta de formação, uma enorme falta de civismo. Isto não é democracia participativa.

Continuará a haver lugar para os anónimos nos nossos blogues, ou valerá a pena impedir a sua participação?

10 novembro, 2007

Existe maior dádiva para um político corrupto e incompetente do que um povo burro?

O pior analfabeto é o analfabeto político.
Ele não ouve, não fala, nem participa nos acontecimentos políticos.
Ele não sabe que o custo de vida,o preço do feijão, do peixe, da farinha, das rendas da casa, do calçado e dos medicamentos dependem das decisões políticas.
O analfabeto político é tão burro que se orgulha de o ser e enche o peito dizendo que odeia a política.
Não sabe o imbecil que da sua ignorância política nasce a prostituta, o menor abandonado, o assaltante e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, o corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais.

(Bertold Brecht, escritor e dramaturgo alemão (1898/1956).

03 novembro, 2007

A Angústia das Obras de Santa Engrácia...

As obras que parecem não ter fim, deixaram de ser um exclusivo de Santa Engrácia (ou de São Torcato para os mais regionalistas). Um bom exemplo, é o das obras de beneficiação da rua de D. Afonso Henriques em Braga.
Todos nós compreendemos que a citada artéria necessitava de obras. É para isso que pagamos os nossos impostos e sofremos com os insuportáveis engarrafamentos de trânsito.

O Natal está à porta e os comerciantes começam a ficar preocupados e com razão.
Não consigo compreender como é que numa obra desta dimensão, o prazo de acabamento resvale por tantos meses.
Será um castigo do MM ao fundador da nação, pelo facto de Guimarães ter sido escolhida para capital europeia da cultura?