31 dezembro, 2011

votos de um feliz 2012


para todos os amigos, votos de um feliz 2012, apesar de todas as adversidades que nos esperam e que já estamos a sentir

28 dezembro, 2011

A era das adjudicações directas: isto dá que pensar

Câmara de Braga fez 3 adjudicações directas à mesma empresa no espaço de dois meses (duas no mesmo dia), relativas ao parque arborizado de Lamaçães, no valor de cerca de 200.000,00€.

22/11/2011 - Parque arborizado de Lamaçães ? Trabalhos complementares 1ª fase.
Montante: 25.399.72 €
22/11/2011 - Parque arborizado de Lamaçães ? Trabalhos complementares 2ª fase.
Montante: 76.061,47€
27/12/2011 - Parque arborizado de Lamaçães ? Trabalhos complementares 1ª fase.
Montante: 115.460,37€

Trata-se da empresa que foi excluída do concurso da renaturalização do rio este, e posteriormente readmitida por decisão judicial







Trabalhos diversos? Que trabalhos? então aquela porra ainda não está concluída?
Afinal o parque é de Lamaçães ou de Fraião?
PARA VER MAIS, CLIQUE AQUI 115 460,37 € - Município de Braga


22 dezembro, 2011

Ajustes directos da Fundação Bracara Augusta

Fundação Bracara Augusta, faz ajuste directo (187.350€ - cento e oitenta e sete mil, trezentos e cinquenta euros] com empresa de eventos para a cerimónia de abertura da Capital Europeia da Cultura....

Natal dos Bravos da Boa Luz

Conforme o já tradicional convivio de véspera da ceia natalicia, os Bravos da Boa Luz realizão o encontro de Vésperas da Ceia de Natal no Largo da Boa Luz. No próximo dia 24-12-2011, entre as 17h e as 19 e picos, vamos-nos encontrar e beber um POrto desejando mutuamente um bom Natal entre si, seus familiares e amigos.

Atentamente

E. Lopes

Presente.

Tempo Volta Para Trás - Tony de Matos

07 dezembro, 2011

Teatro Romano abandonado: o desprezo pelo Património

com esta Troika, não há cultura que resista. Bibó Betão!!!

Do amigo Cardoso, eminente arcebispo do nosso (e único) forum bracarense

O Teatro Romano de Braga é o único conhecido no Noroeste peninsular e o segundo conhecido no território nacional. Trata-se de uma construção do século II, com 69 metros de diâmetro. Supõe-se que possuía um pórtico de 3 metros de largura. Um pormenor curioso revelado por Manuel Martins: o anfiteatro possuía, entre o espaço cénico e o da orquestra, um “adictus” destinado aos espectadores “vip”. Infelizmente o teatro terá sido abandonado no início do séc. IV e, pior que isso, parcialmente desmantelado para aproveitamento da pedra, talvez para a construção de uma muralha.
O monumento foi descoberto em 1999 e encontra-se presentemente abandonado, pala inacreditável razão de que se esgotaram as verbas destinadas aos trabalhos de investigação arqueológica, segundo afirma Manuela Martins, directora da Unidade de Arqueologia e principal responsável pelas escavações efectuadas entre 2004 e 2007.
A situação torna-se mais lamentável se compararmos com soluções encontradas nas cidades espanholas de Mérida e Saragoça, com monumentos idênticos. Manuela Martins afirma que em Mérida, por exemplo, espectáculos culturais realizados no anfiteatro romano acolhem anualmente dezenas de milhar de visitantes.
Mas o caso de Mérida consiste numa solução que seria, talvez, demasiado ambiciosa para a nossa cidade. Por isso se aponta o exemplo de Saragoça, em que o teatro foi protegido por uma cobertura transparente e acolhe iniciativas culturais, ficando perfeitamente integrado no espaço urbano. Mas para isso é preciso, em primeiro lugar, escavar…
Ao contrário do que muitos pensam, a paragem das escavações não se deve a dificuldades na exploração do terreno, uma vez que se trata de um espaço protegido. A única razão é mesmo a falta de financiamento! M. Martins afirmou que, mesmo assim, no verão passado a Unidade de Arqueologia conseguiu fazer uma intervenção a expensas próprias, com o intuito de prevenir determinados problemas, que não especificou.
Em resumo: temos mais do mesmo: há dinheiro para túneis, iluminações, etc mas para proteger o Património Histórico… nicles

05 dezembro, 2011

ISAVE - ex presidente declarado falido......já se estava à espera e nada lhe vai acontecer

COMUNICADOÀ COMUNIDADE ACADÉMICA DO INSTITUTO SUPERIOR DE SAÚDE DO ALTO AVE (ISAVE)

Estimados alunos, professores e funcionários do ISAVE
A comunidade académica de que fazem parte deve continuar a acompanhar as noticias referentes ao seu ex Presidente que foi declarado falido. Neste cenário adverso não estão sós, contam, como sempre contaram, com o nosso empenho, responsabilidade, verdade e ânimo para robustecer um projecto que iniciámos e que, convosco, contamos desenvolver por muitos e bons anos.
Póvoa do Lanhoso, 04 de Dezembro de 2011.

Tribunal Judicial de Braga

4º Juízo Cível

Praça da Justiça -4710-402 Braga

Telef: 253215907/9/11/25 Fax: 253615245 Mail: braga.tc@tribunais.org.pt

INFORMAÇÃO

(Artº 38º nº 3 b) do CIRE)

Processo: 376/11.4TBPVL

Referência: 9783071

Insolvente: José Manuel dos Santos Henriques, nascido a 08-04-1960, freguesia de Verim [Póvoa de Lanhoso], nacional de Portugal, NIF -174933380, BI -7437766, Endereço: Rua do Caires, Nº 326 -4º Esqº., 4700-207 Braga

Publicidade de sentença

nos autos de Insolvência acima identificados

No Tribunal Judicial de Braga, 4º Juízo Cível de Braga, no dia 17-11-2011, às 10.30 horas, foi proferida sentença de declaração de insolvência do devedor:

José Manuel dos Santos Henriques, NIF -174933380, BI -7437766, Endereço: Rua do Caires, Nº 326 -4º Esqº., 4700-207 Braga

Para Administrador da Insolvência é nomeado(a): Francisco José Areias Duarte, Endereço: Rua Fernando Magalhães, Nº 368-C, 1º, Apartado 51, 4750-290 Barcelos

O prazo para a reclamação de créditos foi fixado em 25 dias.

Os prazos são contínuos, não se suspendendo durante as férias judiciais (nº 1 do artº 9º do CIRE). Terminando o prazo em dia que os tribunais estiverem encerrados, transfere-se o seu termo para o primeiro dia útil seguinte.

Braga 21 de novembro de 2011.

A oficial de justiça

Filomena Maciel


PS - o povo fica contente, pensa que se fez justiça, mas no fundo continuam os criminosos continuam a ser ilibados por falta de provas e nunx por inocência. Se este gajo faliu, fica ilibado de pagar o que deve? responda quem souber que eu não ou jurista


01 dezembro, 2011

Palimirinha


Palmira:
Origem do nome:latim

Significado do nome Palmira: RELATIVO AO FRUTO DOCE.

Não haja dúvida que há excepções que confirmam a regra. Os teus padrinhos se enganaram redondamente, pois de doçura nada tens, a não ser que durante todos estes anos tenhas andado a esconder essa tua particularidade para causar surpresa numa eventual candidatura à presidência da CMB.

Significado do nome Palmira - Sua marca no mundo!

RESERVADA, EQUILÍBRIO, CONFIABILIDADE, PERSPICÁCIA, ESPÍRITO ANALÍTICO

Passa a impressão de uma pessoa muito inteligente e intuitiva, desde muito cedo é notória sua vocação por atividades intelectuais. Não se atrai por atividades desgastantes e de esforço fisico. Na maturidade demonstra ter a vida sob controle. Alguém que valoriza a espiritualidade. Sempre envolvida com seus pensamentos pode passar a impressão de solitária. Séria, não aceita intimidades ou brincadeiras inoportunas. Bastente reservada, torna-se dificil ter sua confiança, e guarda seus segredos sempre para si. Não se familiariza com encontros sociais, prefere sempre atividades que exijam concentração. Fala pouco, e evita comentários óbvios, nunca age com a intenção de impressionar, por isso só participa de conversas quando está embasada de sua observação e cuidadosa analise. Preocupa-se com o conteúdo e nunca com a forma. Esta postura tende a isola-la do mundo, pois dificilmente confia na ajuda de alguém, a maneira de ser bem compreendido e aproveitar os aspectos positivos da personalidade é controlar o egoismo e buscar abrir-se mais ao mundo.

Comentári do professor Samakulalé: Palmira, sempre pensei que eras aquilo que mostras ser. Apesar do teu cabelo loiro, do teu do teu estilo de vestir um pouco demodé, e da tua forma de ser "à la mercado do Bolhão", não tens mesmo perfil para presidente da Câmara. Tudo isto me foi confirmado no cabeleireiro..... Afina, as minhas cartas e os meus búzios é que estão certos, e não esses sites brasileiros feitos por amadores......

entre os candidatos a candidatos e filhos de candidatos a candidatos, quem vai ser afinal o candidato?


Com o apoio do professor Samakulalé, vidente, especialista em cartomancia e com pós graduação em vigaropatia, iniciamos hoje as rubricas sobre os socialistas candidatos a candidatos à sucessão do MM.
O professor Samakulalé, foi contratado para substituir o influente conselheiro que partiu sem deixar aviso para junto das suas órfãs e viúvas.

05 novembro, 2011

SALVEMOS AS SETE FONTES: DEBATE - Termos de referência do Plano de Pormenor...

É este o futuro da área da ZEP das Sete Fontes previsto pela CMB!
Será que os organismos da tutela vão permitir o incumprimento da Lei e das recomendações da Assembleia da República?




No debate promovido ontem à noite (4 Outubro), pela Junta de Freguesia de S. Victor (Braga), uma sala repleta de gente participativa deixou clara a necessidade que todos têm de intervir activamente no período de participação pública dostermos de referência do Plano de Pormenor das Sete Fontes (elaborados pela Câmara Municipal de Braga à rebelia das leis que garantem a protecção do Património Nacional). Apesar de convidada a participar no debate, a CMB não se fez representar!
Por isso mesmo o Grupo de Peticionários e a ASPA (Associação para a Defesa, Estudo e Divulgação do Património Cultural e Natural) disponibilizam uma carta que poderá ser dirigida individualmente ao sr Presidente da Câmara Municipal de Braga, na qual são enumerados os cinco pontos considerados essenciais e urgentes para a preservação da integridade do Monumento Nacional:

I. Exigimos um Plano de Pormenor de Salvaguarda de acordo com a garantia da lei (Lei nº 107/2001 e Decreto-Lei nº 309/2009);
II. Rejeitamos a construção da variante à EN 103 e respectiva rotunda, uma vez que estão localizadas na área da Zona Especial de Protecção (ZEP) do Monumento Nacional;
III. Reivindicamos a realização do estudo hidro-geológico recomendado pela Assembleia da República (Relatório Final da Petição nº 64/XI/1ª) e determinado pela Declaração de Impacte Ambiental (DIA), tendente à preservação dos mananciais de água existente;
IV. Reclamamos a suspensão do Plano Director Municipal (PDM) de Braga na área da ZEP das Sete Fontes;
V. Exigimos a salvaguarda da água e da envolvente paisagística do Monumento Nacional.

Se pretende receber o mail com a referida carta, contacte o Grupo de Peticionários (setefontes7@gmail.com) ou a ASPA (aspa.patrimonio@gmail.com).

Para mais informação consultar: blogue salvemosassetefontes

02 novembro, 2011

Debate sobre o Plano de Pormenor das Sete Fontes

O exercício da cidadania é para todos e não só para alguns

“Primeiro vieram buscar os ciganos e eu não me importei porque não era cigano;

depois vieram buscar os judeus e também não me importei porque não era judeu;

a seguir os comunistas, depois os liberais e os católicos,

e não protestei porque não era comunista, nem liberal, nem católico;

e quando me vieram buscar a mim já não havia ninguém para me defender!

Depois, veio a Câmara de Braga e trouxe os empreiteiros.

As fontes secaram e da terra brotaram prédios como se fossem cogumelos.




Para os menos atentos a estas lides da defesa do Complexo das Sete Fontes, avisamos que HÁ ENCONTRO MARCADO no próximo dia 4 de Novembro (6ª feira), pelas 21:30H, na Junta de Freguesia de S. Victor.
O evento é de grande importância, pois trata-se de um debate sobre os termos de referência do Plano de Pormenor das Sete Fontes apresentado pela CMB e que se encontra em fase de participação pública pelo período de 30 dias, desde 19 de Outubro.
Para mais informações, consultar o blogue.
O Grupo de Peticionários, a ASPA e a Jovemcoop vão participar como elementos da mesa, a convite da Junta de Freguesia.
A democracia exige participação e intervenção.
Divulguem, contribuam para a promoção da cidadania activa ... que bem precisa é, em Braga.
Contamos com a divulgação do evento e com a presença dos setefontistas.

01 novembro, 2011

Este é o nosso fã nº 2

para que conste: mais um candidato ao prémio "frigideira dourada". distinção a atribuir aos indefectiveis fãs dos blogues do exio do mal.
Atenção: os Boys são o perigo da nação. Mais obedientes que inteligentes, subservientes para com os de cima e autoritários para com os de baixo, tigres no trabalho e cordeiros em casa...

27 outubro, 2011

uma ideia genial para os munícipes de Braga

Para quem gosta de meter um venenozinho, cai vai um gesto inspirador??
Efectivamente necessitamos de muitos mais municipes como este da camara de Marco de Canaveses.
Os meus parabêns a este municipe.

25 outubro, 2011

Onde pára a protecção civil?


A incompetência da protecção civil. Onde pára o tal super-vereador, candidato a candidato, filho de candidato a candidato?
Onde pára a polícia municipal, a caçar multas?

Chegou o outono, e com ele o problema do costume. Quando o S. Pedro bebe umas cervejolas e decide descarregar a bexiga sobre Braga, não há quem o segure, nem o dono das sarjetas que para além da fama goza do proveito.
Todos os anos, a mesma coisa. Apesar do alerta de mau tempo ter sido feito com a devida antecedência, a protecção civil de Braga, mais uma vez demonstrou a sua inoperacionalidadem, fez ouvidos de mercador.
Basta de incompetência, basta de putos a lidar com coisas de homens.



23 outubro, 2011

Quem é quem?


Ao arauto das postagens dos blogues do chamado "Eixo do mal", não pelo serviço que presta, mas para que todos saibamos quem é.
Todos os dias, é ele que seleciona as melhores "gagues" para levar ao Imperador e seu Amo.

Obrigado Farricoco

22 outubro, 2011

Finalmente chegou o iPobre


Tablet português feito para o povo pobre vem com aplicativo do Bolsa Família, recebimento de Doações, compra de Vale-Transporte e outros. Tablet que vem substituir a anterior gama de equipamentos

Lançado nesta sexta-feira (21), o iPobre – primeiro tablet português para o povo pobre – chega ao mercado custando apenas € 9,99. Com o slogan “porque tecnologia também é para pobre”, o iPobre promete facilitar a vida do todos aqueles que já não suportam o antiquado Magalhães e os inúteis computadores com processadores arcaicos IntelSócrates. O iPobre vem equipado com vários recursos tecnológicos, que vão desde aplicativos do Bolsa Família a programas para receber doações online, bem estratégias e truques para "encobrir as contas públicas as derrapagens financeiras" feitas a pensar no endividamento dos municípios, etc, etc. O aparelho promete ser uma inovação para mudar Portugal e a forma do povo pensar..

O iPobre também mantém o usuário informado com as manches do “Pobre News”. Além disso, conta com um aplicativo que permite ao dono do tablete, fazer a compra de créditos para a carteirinha do vale transporte, tudo online sem sair de casa.

O iPobre também tem previsão do tempo, para informar se o usuário deve, ou não, sair de casa sem guarda-chuva; tem também anotações de dívidas e serviço de busca de restaurantes self-service com preços acessíveis, bem como de lojas com descontos e promoções. Também está incluso no tablete um aplicativo para o internauta procurar emprego.

“O iPobre veio para revolucionar a tecnologia em favor do pobre, porque pobre também merece desfrutar da tecnologia”, disse o criador do Tablet.

A banana mordida é o símbolo do iPobre. O criador explica o motivo: “Maçã é fruta de rico; pobre come banana. Nada mais justo que a logomarca seja um objeto que represente bem o seu público”, disse. O próprio edil bracarense, à margem da cerimónia do lançamento do iPobre, confidenciou aos jornalistas que está a pensar seriamente em alterar a imagem da Nª Srª do Leite e o simbolo da cidade de Braga, colocando uma banana trincada na mão do puto que ela sustenta ao colo.

No final da apresentação pública do iPobre, MM informou os jornalistas de que já encomendou um iPobre para cada membro da sua família, pois apesar dele trabalhar muito não deixa de ser pobre, comparação que só pode ser feita com o trabalhador Américo Amorim. Prometeu també dotar a CMB com 2000 destes equipamentos, ou seja um por funcionário. para os ajudar a vencer o tédio de não terem nada para fazer.



19 outubro, 2011

Qual a diferença entre o Presidente da Câmara de Braga e o de Vilnius em matéria de disciplinar o trânsito?






Enquanto o Autarca de Vilnius na Lituânica dá o exemplo de uma prática musculada contra os maus estacionamentos, nós por cá....também não. Cá no burgo, quando andam à caça à multa, não se coibem em estacionar em lugares destinados a viaturas de cidadãos com deficiência de mobilidade, bem a jeito dPublicar mensageme levarem uma traseirada.
Estarão acima da lei? Mas se o fizessem em Vilnius, lá se ia o pópó....
Haja decoro meus senhores!!!
SIC

08 outubro, 2011

Salão Egípcio, um tesouro esquecido? ou outra odisseia tipo Sete Fontes?

Salão Egípcio - Quo Vadis?




Reina o silêncio (propositado?) em torno do futuro do Salão ou Bar Egípcio, situado no edifício setecentista da Rua do Souto, nº 9, ali mesmo ao lado da mundialmente conhecida e admirada Barbearia Matos.
Terá a autarquia a sensibilidade e a vontade política, necessárias para promover a sua valorização, ou está à espera que a humidade apague de uma vez por todos os frescos existentes nas paredes do referido salão, justificando por isso a sua transformação e pó e escombros?
Será que a construção o tal centro comercial com vista para o jardim de Santa Bárbara vai mesmo avançar nesta que é uma zona de protecção ao edifício que alberga a Reitoria da UM, a biblioteca pública e o arquivo distrital?

05 outubro, 2011

Descoberta do "Pelintrão". Nobel da Física para Portugal?

"Nobel da Física"

- Este ano Portugal será um forte candidato ao prémio Nobel da Física! Depois da descoberta do átomo, do neutrão, do protão e do electrão, acabou de ser descoberto o Pelintrão. E como se caracteriza o Pelintrão? O pelintrão é um tuga sem massa e sem energia, mas que suporta qualquer carga!"

01 outubro, 2011

Agência Moody's vira-se para a "Casa das Bananas"


Esta é a segunda vez que a agência norte-americana mexe no rating do "Moscatel de Setúbal, da Casa das Bananas" depois de, há seis meses, lhe ter tirado o triple A. Também o outlook se agravou, de estável para negativo. De acordo com a Moody’s, o Moscatel de Setúbal, tem sido ameaçado pelo de Favaios e por uma mistela de origem californiana, provocando alguma instabilidade nos mercados em geral e na rua do Souto em particular. Apesar desta lendária casa ainda ter uma situação financeira relativamente sólida, está susceptível a riscos mais elevados no médio prazo.” Tudo depende da próxima campanha natalícia.

“Uma vergonha! Desde tempos imemoriais que esta casa ostentava orgulhosamente o triple A rating, mesmo antes de haver o Triple Seco. Desde o tempo do meu avô! Estou em crer que, se não éramos das poucas, éramos a única a ostentá-lo!”, diz-nos um cliente pedindo o anonimato: “Este corte era absolutamente desnecessário, mesmo num contexto de enfraquecimento da economia global e com poucas perspectivas de crescimento. Penso que está na altura de se criar uma agência de notação bracarense.”
Segundo o mesmo cliente, uma empresa californiana estaria interessada em fornecer em exclusivo um tipo moscatel "á la martelo" para ser servido na noite de Natal, o que poderia desmotivar os accionistas que todos os anos acorrem ao local investindo em acções como é tradição.

30 setembro, 2011

ao saudoso amigo Zé Sarmento

DIA MUNDIAL DA MÚSICA
LEMBRAR JOSÉ SARMENTO

Sábado, 1 de Outubro, 21h30,
Teatro Circo: 5 €

O Dia Mundial da Música foi instituído – recorde-se – a 1 de Outubro de 1975 pelo “International Music Council”, organização não-governamental fundada sob patrocínio da UNESCO, e tem por objectivo a promoção dos valorePublicar mensagems da paz e amizade através da música enquanto linguagem universal. Á semelhança do que acontece por todo o mundo, o Theatro Circo alia-se à evocação desta data, trazendo a Braga um espectáculo musical de tributo ao compositor e músico bracarense José Sarmento. Com Coro Companhia da Música com solista soprano Ana Paula Matos, Mafalda Veiga, Quarteto João Calheiros, Lara Li, Maria de Deus, Sofia Froes, Ana Barros, João Lóio e Regina Castro, Firmino Neiva, Artur Caldeira e Susana Félix.

28 setembro, 2011

Acredita que existe corrupção? e vejo-a todos os dias mas não a consigo apanhar, ela foge...,..

lá diz o Zé povinho:
Eles roubam mas fazem, os outros querem é ir para lá mamar também. deixem estar estes pois já têm a barriguinha cheia e já não roubam mais.
É por estas e por outras que o país chegou a este ponto. Enquanto os políticos corruptos passam impunes em negociatas de milhões, o povinho fica com a casa penhorada por dever uns euritos às finanças.

Família de Sócrates movimenta 383 milhões

06 Setembro 2011

O Correio da Manhã conta hoje que a família de do ex-primeiro-ministro José Sócrates tem 383 milhões em offshores. Os documentos foram entregues por Mário Machado. Acrescenta o CM que a empresa criada em 2000 no paraíso fiscal de Gilbraltar movimentou autênticas fortunas. Gestores são tio, tia e primos de Sócrates.

O número, astronómico, é o somatório dos movimentos bancários de uma empresa com sede em Caimão, cujos gestores são o tio, uma tia e primos dos ex-primeiro-ministro José Socrates. A escritura da empresa foi feita em Gibraltar em 2000 e os documentos bancários relativos à mesma encontram-se no Departamento Central de Investigação e Acção Penal do Ministério Público, conta o Correio da Manhã.

Fazem parte do lote de documentos entregues pelo advogado de Mário Machado, o líder da extrema-direita que se encontra na cadeia, à Procuradoria-Geral da República, em Junho passado.


CAROS AMIGOS,

Porque não avançar com uma petição, recolhendo milhares de assinaturas, para que o (paupérrimo) PGR abra um inquérito-crime destinado a apurar o enriquecimento ilícito do falso engenhocas?

Também temos um caso parecido em Braga. A Família Mesquita Machado também foi acusada do mesmo, lembram-se? O processo foi arquivado por falta de provas e não por inocência (ver aqui) e, pelos vistos, com muitas coisas muito mal esclarecidas pelo meio.
O crime prossegue e são os senhores desta estirpe os primeiros a mostrar indignação quando alguém afirma que "nenhum político sai da política com as mãos limpas".

Acusação vinda do socialista Aníbal Araújo

José Lello e António Braga acusados de negociar cargos em troca de financiamento partidário

dirigente do PS José Lello, e o secretário de Estado das Comunidades, António Braga, são acusados de negociar cargos em troca de financiamento partidário com o empresário Licínio Santos envolvido na Máfia dos Bingos, adiantou hoje a TSF. A acusação partiu de Aníbal Araújo, outro membro do PS que foi cabeça-de-lista pelo círculo de Fora da Europa, nas legislativas de 2005.

dirigente do PS José Lello, e o secretário de Estado das Comunidades, António Braga, são acusados de negociar cargos em troca de financiamento partidário com o empresário Licínio Santos envolvido na Máfia dos Bingos, adiantou hoje a TSF. A acusação partiu de Aníbal Araújo, outro membro do PS que foi cabeça-de-lista pelo círculo de Fora da Europa, nas legislativas de 2005.

Jornal "Púbico" - 24.09.2009 - 17:23

27 setembro, 2011

Começou a guerrilha da pandilha



finalmente a coisa começa a (in)defenir-se. Mesquita (diz) que não apoia ninguém sem que a comissão política do PS de pronuncie qual o candidato.
Tal como esperado, o puzzle começa a (des)compor-se. Onde reinava a (pseudo)unidade, as fracturas vão-se mostrando à medida que os gladiadores começam a entrar em campo e todos começam a saber quem é quem e quem apoia quem. E quando se zangarem as comadres?
Inicialmente tanto a juventude representada por Hugo Pires e Pedro Sousa, filhos respectivamente de Marcelino Pires e Vítor de Sousa, outros dois candidatáveis, eram as figuras que se perspectivavam. Ou seja, inicialmente havia dois candidatos a candidatos, filhos de candidatos a candidatos.
A esta variabilidade de si já muito complicada, juntou-se mais um factor, chamado António Braga, que veio, tal como se esperava, complicar ainda as contas. É como se tivéssemos que resolver uma equação a 5 incógnitas.
Reparem, todos eles desde as visitas ao presépio de Priscos, passaram a estar mais activos, a aparecerem em publico com mais frequência, mesmo nas festinhas mais recônditas do concelho de Braga. Porque será?
E Mesquita, apoia quem?
A resposta é simples: O último a saír que feche a porta.
Isto faz-me lembrar o que Karl Marx trazia realmente no subconsciente: Proletariados de todo o mundo, fooooo...........-vos
sic



26 setembro, 2011

Selecção de futebol - Cavaleiros da Ordem do Infante Dom Henrique

Exmo. Sr. Presidente da República, Dr. Aníbal Cavaco Silva,

o meu nome é Ctarina Patrício, sou licenciada em Pintura pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, fiz Mestrado em Antropologia na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, sou doutoranda em Ciências da Comunicação também pela FCSH-UNL, projecto de investigação "Dissuasão Visual: Arte, Cinema, Cronopolítica e Guerra em Directo" distinguido com uma bolsa de doutoramento individual da Fundação para a Ciência e Tecnologia. A convite do meu orientador, lecciono uma cadeira numa Universidade. Tenho 30 anos.

Não sinto qualquer orgulho na selecção de futebol nacional. Não fiquei tão pouco impressionada... O futebol é o actual opium do povo que a políticasubrepticiamente procura sempre exponenciar. A atribuição da condecoração de Cavaleiro da Ordem do Infante Dom Henrique a jogadores de futebol nada tem que ver com "a visão de mundo" (weltanschauung) que Aquele português tinha.
A conquista do povo português não é no relvado. Sinto orgulho no meu percurso, tenho trabalhado muito e só agora vejo alguns resultados. Como é que acha que me sinto quando vejo condecorado um jogador de futebol? Depois de tanto trabalho e investimento financeiro em estudos?!! Absolutamente indignada.

Sinto orgulho em muitos dos professores que tive, tanto no ensino secundário como no superior. Sinto orgulho em tantos pensadores e teóricos portugueses que Vossa Excelência deveria condecorar. Essas pessoas sim são brilhantes, são um bom exemplo para o país... fizeram-me e ainda fazem querer ser sempre melhor. Tenho orgulho nos meus jovens colegas de doutoramento pela sua persistência nos estudos, um caminho tortuoso cujos resultados jamais são imediatos, isto numa contemporaneidade que sublinha a imediaticidade. Tenho orgulho até em muitos dos meus alunos, que trabalham durante o dia e com afinco estudam à noite....

São tantos os portugueses a condecorar... e o Senhor Presidente da República condecorou com a distinção de Cavaleiro da Ordem do Infante Dom Henrique jogadores de futebol... e que alcançaram o segundo lugar... que exemplo são para a nação? Carros de luxo, vidas repletas de vaidades... que exemplo são?!

apresento-lhe os meus melhores cumprimentos,

Catarina

20 setembro, 2011

Alto lá, já chegamos à Madeira?


Depois da Madeira, quem será o freguês que se segue?

A diferença entre a governação do Alberto João e do Mesquita Machado, é que o primeiro afronta a imprensa e o segundo foge dela.

PS: imagem usurpada do Farricoco




06 setembro, 2011

Cobra que se alimenta de políticos corruptos foi descoberta no Brasil. Precisamos de meia dúzia delas cá em Braga


Um deputado de Santa Catarina foi engolido por uma cobra Sucuri, na manhã desta quarta-feira (8), durante um passeio pelo Amazonas. De acordo com testemunhas, o deputado fazia um passeio de barco, bebia uísque e contava dinheiro de uma maleta, bastante feliz, quando foi surpreendido pela cobra. “Eu vi quando a cobra pegou, enrolou, e engoliu”, contou um pescador que estava próximo do local.

Após presenciar o ataque da sucuri contra o deputado, o pescador foi até uma comunidade buscar ajuda. Entretanto, ao invés de conseguir ajuda, conseguiu na verdade foi alavancar gargalhada do povo. “O povo começou a rir, e até bolaram no chão gargalhando, quando eu contei que o engolido foi um político”, disse o pescador ao repórter de G17.

A esposa do deputado foi informada do ocorrido na tarde de hoje. “Eu acho é pouco. Quem mandou ir esconder dinheiro no rio Este?, perdão no Amazonas”, disse a viúva.

05 setembro, 2011

BRAGAMALDITA SILENCIADO?

Numa altura em que os portugueses andam entertidos com a actuação (à margem da lei) das nossas secretas, eis que o nosso companheiro da blogosfera BRAGAMALDITA está inacessível.

Ser incómodo tem os seus custos, mas a blogosfera está unida e não desarma.

Desde já, o nosso amigo Aníbal Corrécio poderá contar com uma password do Bracara Angustia, para continuar com as suas postagens.

Liberdade de expressão é o que todos nós exigimos

25 agosto, 2011

Em tempo de crise, quando não há dinheiro para consolas, TROIKA a imaginar...

Há índios no Campo das Hortas?


Muito obrigado Martinho

Exmos. Srs.,

Fui apanhado hoje de surpresa pela "catraiada" da minha Rua. Agora, é suposto os "putos" passarem o tempo nas consolas e à volta dos PCs, pelo que aquilo que no meu tempo era uma imagem corriqueira, hoje é um verdadeiro achado. Durante o dia andaram a procurar "lixo" e quais passarinhos a construir o ninho, lá iam fazendo a sua Cabana.

Por hoje é tudo

Abç

M D

27 julho, 2011

Um pais eternamente adiado? e a história repete-se

Em 1896, Guerra Junqueiro descreveu-nos em a “Pátria” desta forma impiedosa e sarcástica. A nós, os Portugueses! Porque Guerra Junqueiro foi uma extraordinária personalidade da transição do século XIX para o século XX e a sua obra literária é uma referência da cultura portuguesa, propomos-lhe uma leitura atenta e crítica.

Afinal, o “assunto” é sobre nós, os Portugueses, e o nosso “carácter”:

Um povo em catalepsia ambulante, não se lembrando nem donde vem, nem onde está, nem para onde vai; um povo, enfim, que eu adoro, porque sofre e é bom, e guarda ainda na noite da sua inconsciência como que um lampejo misterioso da alma nacional, reflexo de astro em silêncio escuro de lagoa morta.

Uma burguesia, cívica e politicamente corrupta até à medula, não discriminando já o bem do mal, sem palavras, sem vergonha, sem carácter, havendo homens que, honrados na vida íntima, descambam na vida pública em pantomineiros e sevandijas, capazes de toda a veniaga e toda a infâmia, da mentira à falsificação, da violência ao roubo, donde provém que na política portuguesa sucedam, entre a indiferença geral, escândalos monstruosos, absolutamente inverosímeis no Limoeiro.

Um poder legislativo, esfregão de cozinha do executivo; este criado de quarto do moderador; e este, finalmente, tornado absoluto pela abdicação unânime do País. A justiça ao arbítrio da Política, torcendo-lhe a vara ao ponto de fazer dela saca-rolhas.

Dois partidos no governo sem ideias, sem planos, sem convicções, incapazes, vivendo ambos do mesmo utilitarismo céptico e pervertido, análogos nas palavras, idênticos nos actos, iguais um ao outro como duas metades do mesmo zero, e não se malgando e fundindo, apesar disso, pela razão que alguém deu no parlamento, de não caberem todos duma vez na mesma sala de jantar.”

Guerra Junqueiro, “Pátria”, 1896.


Nós, os portugueses, mais de cem anos depois, continuaremos assim como nos considerava Guerra Junqueiro?

18 julho, 2011

O QUE SÃO AGÊNCIAS DE RATING?

já te calhou uma nota destas?

Todos os dias o Miguel, filho do dono da mercearia, rouba pastilhas elásticas ao pai para as vender aos colegas na escola. Os colegas, cujos pais só lhes dão dinheiro para uma pastilha, não resistem e começam a consumir em média cinco pastilhas diárias, pagando uma e ficando a dever quatro.

Até que um dia já todos devem bastante dinheiro ao Miguel, por isso ele conversa com o Cabeças, - alcunha do matulão lá escola, um gajo que já chumbou quatro vezes - e nomeia-o a sua agência de rating. Basicamente, cada vez que um miúdo quer ficar a dever mais uma pastilha ao Miguel, é o Cabeças que dá o aval, classificando a capacidade financeira de cada um dos putos com "A+", "A", "A-", "B"... e por aí fora.

A Ritinha já está com uma dívida muito grande e um peso na consciência ainda maior, por isso acaba por confessar aos pais que tem consumido mais pastilhas do que devia. Os pais ao perceberem que a Ritinha está endividada, estabelecem um plano de ajuda para que ela possa saldar a sua dívida, aumentando-lhe a semanada mas obrigando-a a prometer que não gasta mais enquanto não pagar a dívida contraída.

O Cabeças quando descobre isto, desce imediatamente o rating da Ritinha junto do Miguel que, por sua vez, passa a vender-lhe cada pastilha pelo dobro do preço. A Ritinha prolonga o pagamento da sua dívida e o Miguel divide o lucro daí obtido com o Cabeças que, como é o mais forte, é respeitado por todos.

30 junho, 2011

Sabes do Sócrates? Parece que está ótimo

Foi Portugal que se livrou de José Sócrates ou José Sócrates que se livrou de Portugal?

Ricardo Araújo Pereira

O leitor que tome nota: se isto fosse a Dinamarca já o caldo estava entornado. Jovem que chegue a Helsingør para as exéquias do pai e dê com a mãe casada com o tio, desata a planear homicídios e a monologar. Em Portugal, nada. E, no entanto, há tantas razões para inquietação aqui como lá. O facto de se tratar de uma inquietação romântico-legislativa inquieta ainda mais. O que se passa é o seguinte: José Sócrates está demasiado contente. Não me conformo com esta alegria, esta cordialidade, este bom perder. Quero vê-lo espernear, recriminar os adversários, lançar um último insulto a Manuela Moura Guedes. Que contentamento é este? Trata-se de uma boa disposição que ofende. Magoa até quem, como eu, nunca votou nele. Afinal foi Portugal que se livrou de José Sócrates ou José Sócrates que se livrou de Portugal?

Sócrates tem a desfaçatez de se comportar como aquelas namoradas que aceitam muito bem a notícia de que o namoro acabou. Não há lágrimas, não há ranho, não há nada. O fim da relação não é um drama, é um alívio. Ficam mais soltas, mais leves, mais vivas. E têm finalmente tempo para ir para França tirar aquele curso de Filosofia que sempre quiseram frequentar. Amigo leitor, não era José Sócrates que estava a entravar o nosso desenvolvimento, éramos nós que estávamos a entravar o desenvolvimento de José Sócrates.

Assim como vamos sabendo das antigas namoradas através dos amigos, vamos sabendo de José Sócrates através do Expresso. E remoemos as informações com azedume. Que ideia é esta de ir estudar para Paris? E filosofia? Não faz sentido. Uma pessoa chamada Sócrates decidir estudar filosofia é como um tipo chamado Eusébio querer fazer carreira no futebol. É má ideia, proporciona comparações desagradáveis.

E não podemos deixar de sentir que Sócrates não vai para França para nos esquecer. Na verdade, Sócrates já nos esqueceu. E, ao contrário da generalidade dos emigrantes, Sócrates não parte em busca de melhores condições de vida. José Sócrates não vai emigrar para fugir de José Sócrates - até porque, em princípio, José Sócrates vai com José Sócrates. Sócrates vai emigrar para fugir de nós. Alguém que lhe apreenda o passaporte, por favor. Era o que faltava. Obriguem-no a aguentar as medidas da troika até ao fim. Só pode sair do País quando o memorando estiver cumprido.